Inpe registra 4 mil raios durante temporal de duas horas em Ribeirão Preto

Um temporal no fim da madrugada desta segunda-feira (12) causou estragos e deixou vias alagadas em Ribeirão Preto (SP). A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros informaram que, apesar dos estragos, não há registro de feridos ou desabrigados.

Dados do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (Ciiagro) apontam que o volume de chuva entre 4h e 7h foi de 18,1 milímetros. Já a Somar Meteorologia registrou rajadas de vento de 52 quilômetros por hora, às 4h10, na região do Aeroporto Leite Lopes.

O meteorologista Franco Villela, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explicou que a área de instabilidade ganhou força em Barretos (SP) e segui para Ribeirão, cruzando o município no sentido noroeste – sudeste. Houve registro de raios em toda a cidade.

Entre os pontos que registraram alagamento estão a Avenida Renê Oliva Strang, próximo à Avenida Senador Teotônio Vilela, e o cruzamento das ruas Guatapará e Riachuelo. Semáforos também ficaram desligados nas Avenidas Portugal e Independência.

A Polícia Militar interditou um trecho da Avenida Costa e Silva, no sentido bairro – Centro, próximo à Rua Patrocínio, porque a enxurrada abriu uma cratera no asfalto.

O mesmo aconteceu entre as ruas Paranapanema e Adalberto Pajuaba, na Vila Tibério, onde o asfalto foi arrancado e a via ficou destruída. O local está parcialmente interditado.

A Avenida Eduardo Andrea Matarazzo (Via Norte) também ficou alagada. Alguns motoristas subiram na calçada e transitaram pela ciclovia, às margens do córrego, para desviar da inundação.

Já na Travessa Luiz Borsato, próximo à Rua Bahia, no bairro Ipiranga, a água invadiu o quintal de algumas casas. A enxurrada também destruiu o asfalto na Avenida Manoel Antônio Dias, no Jardim Marchesi.

Fonte: G1.

Comentários

Captha *